Sobre a GLEIF

Estrutura de Governança



A iniciativa de criar um Identificador de Entidade Jurídica (LEI) é liderada pelo Conselho de Estabilidade Financeira (FSB) e pelos ministros de finanças e governantes dos bancos centrais representados no Grupo dos 20 (G20). O G20 é um fórum informal para cooperação internacional, composto por 19 grandes economias mais a União Europeia.

benefits-of-global-lei-adoption.pt-750x249

Em 2011, o G20 solicitou que o FSB se encarregasse das recomendações para a implementação de um LEI global e de uma estrutura de governança colaborativa.

As recomendações do FSB, endossadas pelo G20 em 2012, levaram ao desenvolvimento do Global LEI System, um sistema que fornece uma identificação única das entidades jurídicas participantes de transações financeiras em todo o mundo.

O FSB recomendou a criação do Comitê de Supervisão Regulatória de LEI (LEI ROC) ao G20, que posteriormente endossou a criação do LEI ROC, com a finalidade de cumprir os princípios de governança do Global LEI System.

Em junho de 2014, o FSB estabeleceu a Global Legal Entity Identifier Foundation (GLEIF).

As autoridades públicas dependem do LEI para avaliar riscos, decidir passos corretivos e, se necessário, minimizar o abuso no mercado e melhorar a precisão dos dados financeiros.