Sobre a GLEIF

Esta é a GLEIF



Fundada pelo Conselho de Estabilidade Financeira em junho de 2014, a Global Legal Entity Identifier Foundation (GLEIF) está incumbida de dar suporte à implementação e ao uso do Identificador de Entidade Jurídica (LEI). A fundação é apoiada e supervisionada pelo Comitê de Supervisão Regulatória de LEI, que representa as autoridades públicas de todo o mundo que se uniram para promover a transparência nos mercados financeiros globais. A GLEIF é uma organização supra-nacional sem fins lucrativos sediada em Basileia, na Suíça.

A GLEIF disponibiliza o Global LEI Index; isto é, a única fonte global on-line que fornece dados de referência de entidades jurídicas padronizados, de alta qualidade e abertos. Ao fazer isso, a GLEIF permite que pessoas e empresas tomem decisões inteligentes, menos dispendiosas e mais confiáveis sobre com quem devemos fazer negócios.

A GLEIF é, mediante seus estatutos, agnóstica relativamente a quaisquer interesses comerciais e políticos. A GLEIF tem uma posição exclusiva no mercado de identificação de entidade.

Os serviços da GLEIF garantem a integridade operacional do Global LEI System. A GLEIF aumenta continuamente as informações disponíveis e a qualidade do conjunto de dados LEI e facilita o acesso público à informação. Para obter uma visão geral dos serviços que o GLEIF fornece ao público e aos seus parceiros no Global LEI System, consulte o Catálogo de Serviços GLEIF.

Graças aos serviços prestados pela GLEIF, o LEI continua a ser o padrão da indústria mais adequado para fornecer dados abertos e confiáveis para gerenciamento exclusivo de identificação de entidades jurídicas.

A GLEIF endossou a Carta Internacional de Dados Abertos, cujo objetivo é promover uma maior coerência e colaboração para fomentar o aumento da adoção e implementação dos princípios normas e boas práticas de compartilhamento de dados abertos em todos os setores ao redor do mundo.

Missão da GLEIF

A GLEIF gerencia uma rede de parceiros, conhecida como as entidades emissoras de LEI, a fim de fornecer serviços com credibilidade e dados abertos e confiáveis para a criação de um identificador único de entidade jurídica global.

No seguimento da crise financeira, o objetivo dos promotores da iniciativa LEI – o Grupo dos 20, o Conselho de Estabilidade Financeira e muitos reguladores por todo o mundo – consistiu em usar o LEI para criar transparência nos mercados de derivativos. Conforme demonstrado com a atual população de LEIs, esses esforços geraram excelentes resultados. Até à data, foram atribuídos LEIs a entidades jurídicas sedeadas sobretudo nos EUA e na Europa onde os regulamentos requerem o uso de LEIs para identificar de forma única as contrapartes e as transações nos relatórios regulamentares. As autoridades públicas nessas jurisdições dependem do LEI para avaliar riscos, decidir passos corretivos e, se necessário, minimizar o abuso no mercado e melhorar a precisão dos dados financeiros.

A posição da GLEIF é que a adoção ampla de LEI também gerará vantagens significativas para a comunidade empresarial em geral.