Sala de Imprensa e Mídia Blog da GLEIF

Os benefícios incorporados no Relatório Financeiro Digital do ESEF

A inclusão de um simples link proporciona ganhos substanciais em transparência, confiança e verificabilidade em tempo real para todo o ecossistema financeiro. Essa é mais uma conquista do LEI, explica Stephan Wolf, CEO, Global LEI Foundation.


Autor: Stephan Wolf

  • Data: 2020-09-15
  • Visualizações:

É uma batalha por significância, nenhum outro documento de negócios voltado para o público pode ser comparado ao relatório financeiro anual. É o documento que uma corporação pública deve, por lei, publicar para descrever suas operações e condição financeira, e para relatar suas atividades durante os últimos doze meses. Os acionistas, investidores e o ecossistema financeiro mais amplo tomam várias decisões estratégicas e operacionais com base no conteúdo.

Nesta era digital, então, não é surpresa que a Autoridade Europeia dos Valores Mobiliários e dos Mercados (ESMA) tenha determinado que os relatórios financeiros anuais publicados a partir do início de 2020 devem seguir uma configuração digital consistente, conhecida como Formato Eletrônico Único Europeu (ESEF), e que tenham incorporado neles o Identificador de Entidade Jurídica (LEI).

Num primeiro olhar, o formato ESEF parece ser designado para orientar a produção de relatórios financeiros em um fator de forma sem papel conveniente. Embora seja verdadeiro e altamente louvável, um oceano de potencial adicional é revelado pela insistência do ESMA de que as corporações incluam seus LEIs. Essa solicitação aumentará a transparência, melhorará a confiança e fornecerá verificação irrefutável e instantânea de que a organização que preencheu o relatório é, na verdade, aquela que afirma ser. Esses benefícios de longo alcance são todos possibilitados pelo relatório vinculado à entidade que preencheu os dados de referência do LEI mantidos no Global LEI Index.

O simples processo de incorporar o LEI de uma organização ou, na verdade, o LEI de suas afiliadas, subsidiárias e empresas principais, em um relatório financeiro do ESEF significa que reguladores, investidores, operadores e outros responsáveis financeiros podem consolidar e verificar as informações sobre a entidade de arquivo com mais rapidez e de forma mais conveniente do que nunca.

Os dados de referência de LEI incluem informações do cartão comercial de uma entidade, incluindo o nome e o endereço registrados, juntamente com os dados de relacionamento que confirmam se a entidade controla ou é controlada por outras entidades. Esse aumento na transparência relativa da estrutura de propriedade de uma entidade significa que as redes de relacionamento entre LEIs podem ser estabelecidas automaticamente e com rapidez, já que os LEIs da entidade de arquivo, suas afiliadas, subsidiárias e empresas principais são todos fornecidos no novo formato ESEF legível por máquina. Convenientemente, como os dados de referência são verificados anualmente pelos emissores de LEI credenciados pela GLEIF, eles são sempre exatos e atualizados. O resultado líquido é um documento substancialmente mais útil para os usuários finais e que é também integral e verificável quanto a sua veracidade e autenticidade.

A ESMA publicou o relatório anual de 2019 da Global LEI Foundation em seu site para fornecer um melhor exemplo prático do formato do ESEF que outros preparadores podem usar como referência. O relatório é publicado em Inline XBRL legível por máquina e por humanos e no formato HTML, com os LEIs incorporados no relatório anual e nos certificados digitais dos responsáveis signatários do relatório. A combinação desses dois recursos fornece algo totalmente sem precedentes: credenciais digitalmente verificáveis, instantaneamente disponíveis e que confirmam a autenticidade do documento e os principais indivíduos responsáveis pelo conteúdo.

Além do relatório único, o processo de incorporação do LEI cria oportunidades mais amplas para o ecossistema financeiro. A tarefa de reunir informações sobre empresas de várias fontes foi dramaticamente simplificada, tornando mais rápido e mais fácil o trabalho de comparar informações financeiras padronizadas. Isso pode ser alcançado manualmente, bastando clicar para visualizar os dados de referência do LEI ou por meio de um processo automatizado, economizando ainda mais tempo e eliminando o risco de erro humano. Oportunamente, esse nível de facilidade levará à criação automatizada de bancos de dados online que usam os LEIs vinculados para reunir ativos de dados importantes para o benefício de, claramente, qualquer pessoa ou organização interessada em todo o mundo.

A incorporação obrigatória do LEI em relatórios financeiros é apenas uma demonstração do potencial dessa tecnologia transformadora. Em termos mais amplos, o LEI não apenas está apoiando o ecossistema financeiro, mas está ajudando a estabilizar a evolução da economia digital mundial. Não se trata de exagero afirmar que o LEI, juntamente como o Global LEI System, resolve o problema de confiança para pessoas jurídicas em todo o mundo. É o único sistema aberto, padronizado e endossado por regulamentações capaz de estabelecer confiança digitalizada entre todas as entidades jurídicas em todos os lugares. Foi concebido e projetado como bem público e pode ser implantado sem taxas em uma variedade ampla e crescente de casos de uso digital. Simplificando, quanto mais for utilizado, mais benefícios irá proporcionar.

Caso queira comentar uma postagem no blog, identifique-se usando seu nome e sobrenome. Seu nome aparecerá ao lado de seu comentário. Endereços de e-mail não serão publicados. Note que ao acessar ou contribuir com o fórum de discussão, você concorda com os termos da Política de Uso do Blog da GLEIF, portanto, leia-a com atenção.



Ler todas as postagens anteriores do Blog da GLEIF >
Sobre o autor:

Stephan Wolf é o CEO da Global Legal Entity Identifier Foundation (GLEIF). Entre janeiro de 2017 e junho de 2020, Wolf foi cocoordenador do International Organization for Standardization Technical Committee 68 FinTech Technical Advisory Group (ISO TC 68 FinTech TAG). Em janeiro de 2017, Wolf foi considerado um dos 100 Maiores Líderes em Identidade pela One World Identity. Ele tem uma vasta experiência em estabelecer operações de dados e estratégia de implementação global. Liderou o avanço das principais estratégias de negócios e desenvolvimento de produtos ao longo de sua carreira. Wolf foi cofundador da empresa IS Innovative Software GmbH, em 1989, sendo seu primeiro administrador executivo. Posteriormente, foi nomeado porta-voz do conselho executivo de sua sucessora, a IS.Teledata AG. Esta empresa se tornou parte da Interactive Data Corporation onde o Sr. Wolf era Diretor de Tecnologia. Wolf é formado em Administração de Empresas pela Universidade J. W. Goethe, localizada em Frankfurt am Main.


Tags para este artigo:
Gestão de Dados, Identidade Digital, Dados Abertos, Global Legal Entity Identifier Foundation (GLEIF), Gestão de Riscos, Nível 1 / Dados de Cartão Profissional (Quem é Quem), Nível 2 / Dados de Relacionamentos (Quem controla quem), Qualidade de Dados, Conformidade, Governança, Exigências da Política, Regulamento